Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Filosofia da Terra

Furar o Nevoeiro da Ideologia Burguesa. O Bem, a Verdade e o Belo - Paradigmas Unidos da Vida. Um Olhar e uma Voz Diferentes, Livres, Progressistas e Revolucionárias. Filosofia, Artes, Política, Acontecimentos, Reflexões.

A Tragédia Actual dos Cristãos no Mundo

A Tragédia Actual dos Cristãos no Mundo 

Bíblia, Crónicas: "12 E entraram no pacto de buscarem ao Senhor, Deus de 
seus pais, de todo o seu coração e de toda a sua alma; 13 e de que todo aquele que não buscasse ao Senhor, Deus de Israel, fosse morto, tanto pequeno como grande, tanto homem como mulher". (de Almeida).
 
 
 
Bíblia: Êxodo 32: 28

"A Tribo de Levi não se envolveu com o incidente do Bezerro de ouro.

Aliás, não foram todos os Hebreus que se envolveram. 

A diferença dos Levitas diante dos outros Hebreus que também não se envolveram foi que os demais ficaram passivos. 

Mas a tribo de Levi combateu os autores do Bezerro de Ouro!

Quando Moisés convocou quem tomaria vingança contra aquela idolatria, foram os Levitas que se apresentaram para caçar os Idolatras!

Os Levitas agiram de forma decisiva e naquele dia mataram cerca de três mil pessoas. 

Esta execução sumaria demonstra a revolta de Deus pela profanação de seu culto. 

Devemos crer e entender que o julgamento de Deus é sempre justo. 

O que tem que ser observado não é o fato de três mil haverem morrido, mas a multidão que havia sido poupada. 

O julgamento caiu sobre aqueles que publicamente decidiram recusar o arrependido e se permanecer em rebelião".
 
 
Sahih International
Corão: 9: 29: "Fight those who do not believe in Allah or in the Last Day and who do not consider unlawful what Allah and His Messenger have made unlawful and who do not adopt the religion of truth from those who were given the Scripture - [fight] until they give the jizyah willingly while they are humbled".
 
 
 
A tradução portuguesa de que me servi (www.ebooksbrasil.org/eLibris/alcorao) parece ser abreviada. Ei-la, juntando outra suras da 9ª Surata:
 
"29 Combatei aqueles que não crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, nem abstêm do que Deus e Seu Mensageiro proibiram, e nem professam a verdadeira religião daqueles que receberam o Livro, até que, submissos, paguem o Jizya.(573)
30 Os judeus dizem: Ezra é filho de Deus; os cristãos dizem: O Messias é filho de Deus. Tais são as palavras de suas bocas; repetem, com isso, as de seus antepassados incrédulos. Que Deus os combata! Como se desviam!
31 Tomaram por senhores seus rabinos e seus monges em vez de Deus, assim como fizeram com o Messias, filho de Maria, quando não lhes foi ordenado adorar senão a um só Deus. Não há mais divindade além d’Ele! Glorificado seja pelos parceiros que Lhe atribuem!
32 Desejam em vão extinguir a Luz de Deus com as suas bocas; porém, Deus nada permitirá, e aperfeiçoará a Sua Luz, ainda que isso desgoste os incrédulos.
33 Ele foi Quem enviou Seu Mensageiro com a Orientação e a verdadeira religião, para fazê-la prevalecer sobre todas as outras, embora isso desgostasse os idólatras".
 
 
 
Por aquilo que aqui se lê, tanto a Bíblia como o Corão (Alcorão) não pecam pela tolerância.  Todavia, coisa aparentemente estranhas se passam no nosso tempo, como se os cristãos (?) poderosos cuidassem menos dos seus, enquanto culturalmente filiados, do que daqueles que, sendo seres humanos e iguais nos direitos fundamentais universais, por vezes massacram cristãos pacíficos.
Um dos motivos exponho-o a seguir: os Estados Unidos fazem jogo duplo com os islamistas ou os mais radicais dos muçulmanos: usam-nos, financiam-nos e armam-nos quando é do seu interesse geoestratégico (fizeram-no na ex-Jugoslávia, no Afeganistão, na Líbia, na Síria e noutros países); combatem-nos quando já não tê utilidade ou para agredir outros países. 
Nesse jogo os cristãos perdem sempre. Parece que os Estados Unidos não querem saber se estão a destruir a raiz cultural da Europa (ainda que ela não deva ser organizada em Estados confessionais e a religião deva ser uma questão privada) ou estão a massacrar cristãos que já viviam no Médio Oriente antes do Islão existir ou noutras regiões onde viveram muito tempo em coexistência pacífica.

 

O Massacre Silenciado dos Cristãos ou o que é Nosso não Vale Nada? 

Para além do que está a suceder na Ucrânia (governada por neofascistas apoiados pelos EUA e pela UE) e na Palestina (massacrada por Israel em cumplicidade com os EUA e com a UE), um massacre universal (Síria, Costa do Marfim, Nigéria, República Centro Africana, Iraque, Paquistão, Índia, Egipto, etc. depois de já ter ocorrido na Europa civilizada na Bósnia e no Kosovo) está a decorrer sem que quase ninguém dê conta ou importância. Enquanto o fundamentalismo islâmico interessar aos poderes infames estadunidenses e da União Europeia, não acabará e os cristãos, confessos ou apenas de cultura, continuarão a abandonar os seus companheiros de fé ou de cultura histórica, à sorte mortal do fundamentalismo islâmico. Mas todas as vítimas têm que ser socorridas e todo o crime tem que ser punido.













 

 

O Voo da Malaysia Airlines e a Diabolização de Putin e do Povo Russo 

As cores do avião abatido são iguais, embora, creio, não pela mesma ordem, às da bandeira da Rússia e, suponho, do avião do presidente russo. Dois caças da força aérea da Ucrânia estavam a seguir de perto o avião abatido minutos depois. A Rússia interditou voos civis abaixo do nível 330 por precaução. O avião estava de facto a esse nível. É claro que é sempre arriscado sobrevoar território em guerra. Mas parece que aquela linha é popular por ser a menos cara em direcção à Asia, um negócio que não se pode perder.  
O governo da Ucrânia tem tudo a ganhar com isto e os insurgentes muito a perder. 
 
 
Além do mais, o poder estadunidense e o da União Europeia tem ao seu serviço tecnologia de desinformação e de manipulação das consciências, que está muito acima do que é capaz a cultura eslava. A realidade, no "Ocidente", copia os filmes. A imagem que se tem do "Ocidente" é a do cinema à maneira de Hollywood, dos telediscos e dos festivais de música de massas. A essência do "Ocidente" é a felicidade enquanto festa permanente. A imagem criada dos outros para os ocidentais é a de que esses outros são bárbaros, culturalmente inferiores e que precisam de ser civilizados, mesmo que à força, porque é para seu bem.
Apesar de a força aérea americana já ter abatido aviões civis (Israel e a URSS também, neste caso por confusão com aviões espiões americanos com aspecto intencional, portanto, criminoso, de civis), resultando em centenas de mortos, estes casos norte-americanos e israelitas foram considerados pela comunicação social como erros e por isso desculpados e rapidamente esquecidos. Este caso não, pelos motivos que alguns conhecem. No entanto, pode ter acontecido que os insurgentes tenham confundido um Antonov ucraniano com o Boeing abatido, pois são aeronaves grandes e não parece ser fácil distingi-los de terra. 
Pouca gente sabe mas há motivos para tanta injecção de ódio nas massas. Nada disto tem a ver com a luta pela liberdade, pela democracia e pelos direitos humanos. Só dois exemplos. Os Estados Unidos e a União Europeia sustentam de Israel o ultranacionalismo, chauvinismo, racismo, opressão e expulsão de um outro povo (palestino), têm uma boa relação, sobretudo económica, mas também militar e política, com a Arábia Saudita, que enforca homossexuais, discrimina as mulheres e financia terroristas. 
Quais os motivos, então, para tanta agressividade contra a Rússia? Simplesmente, a Rússia tem estado blindada contra o controlo da sua economia pelas grandes companhias ocidentais, não se submete aos seus interesses, a fim de defender, num quadro de competição capitalista internacional, as suas empresas, está na frente, através dos BRICS, da implementação de um novo e aparentemente competitivo sistema de financiamento e de crédito, autónomo das instituições FMI e Banco Mundial, controlados pelos Estados Unidos, pondo em causa o domínio do dólar, domínio crucial para a economia imperialista estadunidense. 

Uma Questão a Quem Odeia a Rússia e Putin 

 
Só uma questão, que aparentemente não tem nada a ver com a notícia da destruição do avião civil da Malásia na Ucrânia. mas que separa os incondicionais das conclusões 'a priori' de Obama dos mais cautelosos. 
 
 
O vosso ódio à Rússia tem a ver com a vossa ideia de que Putin é comunista? Olhem que se é assim estão muito enganados. A Rússia tem estado com mais vontade de fazer negócios com os países ocidentais pró-americanos do que se pode pensar. 
Ora, se o negócio é a alma do liberalismo capitalista, que problema é que vocês têm com a Rússia? Direitos humanos? 
 
 
 
Bom, mas Israel viola os direitos humanos dos seus vizinhos, ocupando-os e massacrando-os. Mesmo em Portugal há violação dos direitos humanos, no México é pão nosso de cada dia, como na Colômbia, na Arábia Saudita, no Dubai, na Roménia, até na Austrália. 
 
 
 
 
 
 
Sejam todos amigos, vá lá!, como o Brasil, A África do Sul, a Índia, que estão longe de serem comunistas, e a China, um perfeito capitalismo monopolista de Estado, à maneira deles. 
A menos que os BRICS e as imensas riquezas da Rússia sejam os motivos de tanta militância pelos direitos humanos desse grande país, motivos que evidentemente desconheceis.

A Causa LGBT e o Padrão dos Descobrimentos

 

Numa fotografia postada no Facebook com alguns famosos apoiantes da causa Homossexual e sexualidades alternativas (LGBT), aparece, infelizmente para eles, o Padrão dos Descobrimentos. 

Alguém comentava que estava ali a mais. Muitos mais comentários se seguiram contra o Padrão. Na fotografia ou na cidade? Esta gente contestatária (ou já suficientemente integrada pela fase comercial do capitalismo?), cujos motivos prezo por uma questão básica do direito à diferença na realização da sua vida, ainda não aprendeu com os erros e crimes do passado.  

Quando os protestantes se emancipavam da tutela do Papa decidiram livrar as igrejas dos símbolos católicos. Foi uma catástrofe cultural e artística. 

Claro que agora seria difícil fazem o mesmo. Mas é preciso lembrar-lhe a ideia, também básica, mas geralmente esquecida, de que não somos só nos, ou eles, que existimos, no passado, no presente e no futuro, e que a História é, por assim dizer, a nossa mãe, a nossa pátria.

 

 

Não sejam iconoclastas! O Padrão dos Descobrimentos por causa do colonialismo, o Panteão de Roma por causa da escravatura, o Convento de Mafra por causa do Absolutismo, o Palácio da Pena por causa do romantismo real indiferente à pobreza do povo, o Palácio de Versailles por causa da ostentação dos reis, Os Lusíadas por causa da glorificação dos colonizadores, A Divina Comédia por causa dos muçulmanos e dos judeus, o Mosteiro de Alcobaça por causa da alienação religiosa, O Coliseu de Roma por causa dos cristãos atirados aos leões, a arena do Campo Pequeno por causa dos touros atirados aos cristãos, o Centro Cultural de Belém por causa de Cavaco Silva, o Pavilhão de Portugal por causa do nacionalismo, etc. Depois ficaríamos com quê?

Patrão do Pingo Doce Recebe "Prémio Fé e Liberdade" e a Questão dos Direitos Humanos 

 
Hoje em o publico.online:
"O Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica decidiu distinguir Alexandre Soares dos Santos com o prémio Fé e Liberdade, o que está a gerar polémica. Um grupo de mais de 30 personalidades decidiram escrever uma carta à reitora da instituição de ensino superior, onde dizem estar “perplexos” com a decisão.
 
A missiva conta com a assinatura de personalidade de vários quadrantes da sociedade, desde médicos a docentes e investigadores. Entre os signatários destacam-se nomes como o de Frei Bento Domingues, dos jornalistas Jorge Wemans, Paula Moura Pinheiro e António Marujo, dos professores universitários José Mattoso, Rui Vieira Nery, Teresa Toldy e Isabel Allegro de Magalhães.
 
Os autores da carta dizem que “foi com grande perplexidade, tristeza e indignação” que receberam a decisão da entrega do galardão ao ex-presidente do grupo Jerónimo Martins, “designado um dos homens mais ricos de Portugal”. “Por definição, um prémio tem um valor simbólico e testemunhal, pelo que, nas presentes circunstâncias, ocorre perguntar: O que é que se pretende enaltecer? Que valores merecem apreço explícito por parte da Universidade Católica Portuguesa? Quais os conceitos de fé e de liberdade que estão implícitos nesta atribuição?”, questionam."
 
Eu respondo, caso não saibam. Os indignados estão equivocados. A liberdade sempre foi entendida pela burguesia e associados de maneira formalista. Foi por isso - lê-se em O Capital, de Karl Marx - que logo em 1891, em plena Revolução francesa, o governo proibiu a existência de associações de trabalhadores assalariados porque elas atentavam contra os direitos humanos, em especial contra a liberdade (de comprar e vender a força de trabalho). 
 
Direitos Humanos: liberdade de expressão para a defesa dos interesses dos capitalistas; direito à vida quando não estão em causa os direitos dos capitalistas; democracia representativa quando as eleições legitimam mais uns anos de representantes do capitalismo no poder do Estado; direito à propriedade (privada dos meios de produção) para quem a puder ter enquanto o Estado capitalista não tiver que defender interesses capitalistas mais elevados ou a defesa do sistema quando este entra em crise; direito à liberdade de comprar e vender a força de trabalho; direito à justiça quando a propriedade, a vida, a liberdade de expressão e a liberdade de compra e venda do trabalho estiverem em causa, para quem tiver dinheiro para a pagar e quando não puser em causa o sistema capitalista em geral.